Programa apresentado: Festa das Colheitas em contagem decrescente!


A edição 2012 da Festa das Colheitas foi esta manhã, 26 de setembro, apresentada nos Paços do Concelho, pelo presidente do Município, Dr. António Vilela, e pela vereadora da cultura e turismo, Dra. Júlia Fernandes, que mostraram, com números e propostas do programa, como com uma diminuição do investimento se pode organizar um evento tão atrativo como sempre. E ainda lançar novidades!... A Festa das Colheitas arranca já na próxima semana, a 4 de outubro (quinta), estendendo-se até domingo, 7.



Os números transformam este evento num sucesso organizativo ainda antes de este ter acontecido. Com 162 expositores, 62 dedicados ao artesanato, 22 à venda de produtos agrícolas, 15 a entidades de responsabilidade social, mais dois restaurantes, quatro bares, seis tasquinhas, 12 de venda de doçaria, oito de vinhos, 10 de fumeiros, para já não mencionar outros volantes como a venda de maquinaria agrícola, empresas de outros setores, e no exterior do recinto, a venda de gado bovino e caprino e as tendas ambulantes...

O acesso ao evento continua a ser gratuito e aos expositores foi cobrada uma quantia que está longe de suportar toda a megalómana estrutura que compõe a Festa das Colheitas. Assim, os 50 mil euros investidos pelo Município de Vila Verde nesta realização, o valor mais baixo dos últimos anos, só se justificam porque o certame mantém a sua qualidade,atratividade e variedade graças às parcerias com várias entidades e associações culturais, recreativas, institucionais e privados.

Às iniciativas que todos os anos asseguram enchentes na festa - o Festival Gastronómico, a Festa do Caurdo, o Encontro de Tocadores de Concertinas, a Feira Tradicional 'Reviver o passado', a Festa do Vinho, a Mega Aula das Colheitas dos Seniores Activos, os concursos de produtos típicos como o mel, a marmelada e a broa, as práticas agrícolas mais populares como a desfolhada e malhada do milho, o magusto tradicional e a pisada de uvas - associam-se este ano novidades que aliam a componente da estética e da moda, ao saudosismo e criatividade: um desfile de penteados inspirados nas colheitas, um desfile de vestidos de noivas de outras épocas, desde o século XVIII, organizado pelos Amigos do Museu de Terras de Regalados, um showcooking outonal proporcionado pela e na EPATV, ainda a conclusão do concurso de um novo doce típico de Vila Verde, o Doce de Regalados e a parceria com os militares que vão organizar uma demonstração, na Praça de Sto. António, de cães de guerra paraquedistas.

As novidades em termos de produtos e marcas associadas ao evento estão do lado da Cerveja Artesanal do Minho, que após ter sido apresentada na edição passada, vai este ano voltar a ser promovida, em vésperas de ver instalada em Vila Verde o seu centro de produção, e ainda os Chocolates Namorar Portugal que, após o sucesso da apresentação do Pastel de Sto. António, nas últimas festas antoninas de Vila Verde, reserva mais uma surpresa para a feira.

Em termos de animação, o grande destaque do cartaz musical deste ano é Augusto Canário e Amigos, que vão atuar logo na quinta-feira, 4 de outubro, noite inaugural da Festa. A organização procurou dar nos serões protagonismo ao espírito elegre, espontâneo e popular, reservando as práticas agrícolas, o magusto, as rusgas, o folclore e grupos como Show Minho e Carlos Soutelo e sua banda para encerrar os dias.

A Festa das Colheitas, o concelho de Vila Verde e os seus atrativos vão estar em destaque este fim de semana (29 e 30 de setembro), na Loja de Turismo Porto e Norte, no aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, numa ação promocional.

"Temos que organizar novas formas de dinamizar a economia e maneiras de trazer mais valias ao mundo rural e à atividade agrícola, para evitar que esta desapareça", explicou o presidente de Município de Vila Verde Dr. António Vilela. "Esta Festa das Colheitas é o momento alto da Rota das Colheitas, o mais mobilizador e com o conceito mais agregador na valorização do território, o que potencia a atratividade turística", continuou o autarca, salientando ainda a ideia de que "Vila Verde não é só Lenços de Namorados e esta iniciativa prova isso".

A vereadora da Cultura e Turismo, Drª Júlia Fernandes, após ter salientado os principais destaques do programa deste ano, deixou apenas um pedido "Esperemos que S. Pedro esteja do nosso lado"...

Conheça ao pormenor e/ou faça download do...



Mais fotos da apresentação, aqui.

FP