Rota das Colheitas: Foliões procuram melão de Soutelo no arraial

"A melhor noite de sábado do sempre" do IV Arraial do Melão, que se realizou este fim de semana (2 a 4 de agosto), em Soutelo (Vila Verde) e um crescente reconhecimento desta festa dedicada ao fruto rei da freguesia, estão a proliferar a produção do melão casca de carvalho na freguesia e um pouco por todo o concelho de Vila Verde. Mas a irregularidade das condições climatéricas ameaça a qualidade da produção deste fruto, já considerado 'gourmet'.

A freguesia de Soutelo praticamente mobilizou-se toda, voluntariamente, para tornar a quarta edição a melhor de sempre em simpatia, serviço e condições propostas aos visitantes do Arraial do Melão. "A noite de sábado foi a melhor de sempre destes quatro anos", revelou o presidente da junta local, Filipe Silva, orgulhoso da sua equipa de voluntários, sempre de sorriso aberto no rosto e uma palavra de simpatia a devolver.

Um menu generoso de petiscos e boa bebida, de onde se destacou o porco no espeto e o exclusivo cocktail de melão casca de carvalho, satisfez o estômago dos foliões, que tiveram ainda à disposição caipirinhas e jogos de setas e Roda da Sorte com prémios.

A companhia das Guias de Soutelo, com dois anos de existência, participou pela segunda vez "de forma muito positiva", como partilhou Rosa Veloso, dirigente do ramo 'Caravela'. "Este ano estamos a ser mais reconhecidas pela população, que nos acarinha. Está a correr muito bem", acrescentou a dirigente, ao lado dos artigos dispostos para venda: artesanato, compotas, gelatinas, e bolos caseiros, todos confecionados pelas guias da companhia, e ainda rifas 'sai sempre'. A finalidade é angariar fundos para financiar as atividades anuais da co le tividade.

Ao longo da tarde de domingo, dedicada à população e aos emigrantes, passaram pelo palco os Cavaquinhos de Soutelo, e os grupos foclóricos de Lago, Turiz e Vila de Prado.

"A envolvência da população é o prinicipal destaque desta organização", salienta o autarca Filipe Silva. "Todos os anos juntam-se a nós gente nova e jovem, para renovar o 'sangue', pois estes três dias são tremendos de cansaço", continuou. "Mas quando vimos a moldura humana de ontem, o cansaço desapareceu de mediato", rematou acrescentando que "os objetivos foram atingidos".

Melão Casca de Carvalho ameaçado?

A produção de melão casca de carvalho de qualidade parece ameaçada. Numa altura em que aumentam os agricultores que se dedicam a esta cultura sazonal na freguesia de soutelo, a irregularidade cada vez mais evidente do clima, 'troca as voltas' à produção do melão, que vem "mais pequeno, torto e com um sabor menos interessante", palavras da produtora Maria de Lurdes, de Coucieiro, que há anos produz este fruto, que vende às 'portas' do Mosteiro da Senhora do Alívio, até ao final de setembro.

"A cultura complexa e trabalhosa do fruto torna-o 'gourmet'", refere Filipe Silva, um fã confesso de melão casca de carvalho, o qual promove com orgulho. "Aqui na freguesia registamos um aumento de agricultores que se dedicam ou que voltaram a cultivar o melão", explica o presidente da Junta de Freguesia de Soutelo. Porém, as condições climatéricas irregulares, pautadas por chuvas fortes e frio fora de época, e dias consecutivos de um calor abrasador, estão a tirar qualidade aos frutos. Filipe Silva afirma que isso não será um obstáculo: "os melhores produtores aqui da freguesia já conhecem tão bem as condições da terra e do clima que conseguem contornar essa situação".

Mas os produtores dizem que isso pode colocar em causa a produção do fruto. "Um dia deixamos de ter melões", referiu Maria de Lurdes. João R odrigues, outro dos produtores a vender melões em Soutelo, diz que "a melhor produção ainda espera colher, até à segunda romaria do A lívio", data tradicionalmente associada ao final da época de venda deste afamado fruto, de casca texturada e polpa suculenta e apimentada.